Rede Global de Cidades Inovadoras

Global Net of Innovative Cities

Semana passada descobri por meio do site a prefeitura de Curitiba que era realizada coleta de lixo tóxico junto aos terminais de ônibus. O cronograma, que determina em que terminal o caminhão de coleta estará e em qual dia do mês, está disponível no site da prefeitura. Para quem precisar, o site disponibiliza também o cronograma das coletas de lixo domiciliar e reciclável.

Descobri também que lixo tóxico não se trata apenas de pilhas e baterias, mas também: toner de impressão, embalagens de inseticidas, tintas, remédios vencidos, lâmpadas fluorescestes (até 10 unidades), óleos de origem animal e vegetal (embalados em garrafas PET de 2 litros).

Resolvi, então, fazer uma busca por estas substâncias na minha casa. Descobri que havia muitas latas de tinta velha (inclusive tintas que eu usava para fazer maquetes na faculdade...), inseticidas, removedores, e várias pilhas. No meu caso, o terminal do Cabral é o mais próximo. Para minha sorte, a coleta era hoje - terça-feira, 24 (alguns dias após eu resolver fazer a busca). Mas atenção! O caminhão de coleta fica das 7h30 - 15h. Cheguei 10 minutos depois das 15h. Apesar de o horário estar escrito na mesma página da internet que o cronograma, não havia prestado atenção. Para minha sorte, o caminhão ainda estava lá e os lixeiros, muito camaradas, aceitaram o meu material.

Tirei algumas fotos para registrar a minha experiênicia. Quem sabe serve de incentivo para alguém fazer o mesmo. É bem fácil:

1 - Faça uma busca na sua casa por substâncias tóxicas (pilhas, baterias, toner de impressão, embalagens de inseticidas, tintas, remédios vencidos, lâmpadas fluorescestes (até 10 unidades), óleos de origem animal e vegetal (embalados em garrafas PET de 2 litros);

2 - Junte tudo e transporte até o terminal mais próximo, num dos dias previstos no cronograma;


3 - Entregue aos lixeiros da coleta especial.


Ótima destinação correta de resíduos tóxicos domiciliares!!!

Exibições: 198

Tags: Curitiba, coleta, lixo, tóxico

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Global de Cidades Inovadoras para adicionar comentários!

Entrar em Rede Global de Cidades Inovadoras

Comentário de Angela Maria Moretto dos Santos em 11 dezembro 2010 às 22:46

Cidades Inovadorasdevem associar ganhos ecológicos e econômicos para atender necessidades essenciais da sociedade; infrar-estrutura; preservação da diversidade da cultura local; desenvolvimento tecnológico que leve em conta as necessidades local e regional; criação  de condições para a participação da sociedade civil; planjamento e controle social; políticas públicas; planejamento de uma matriz energética sustentável.

Comentário de Emilio Hoffmann Gomes Neto em 2 dezembro 2010 às 21:37
Muito bom saber disso, pois no meu trabalho estou com algumas lâmpadas fluorescentes que tenho guardado há algum tempo, principalmente dos corredores do condomínio que são trocadas pelo funcionários e eu tenho recolhido. E hoje saiu uma matéria na Gazeta do povo exatamente sobre o assunto que a Beatriz divulgou! "Lâmpadas que não são recolhidas"
http://www.gazetadopovo.com.br/servicos/conteudo.phtml?tl=1&id=...

EVENTOS NOS PRÓXIMOS DIAS

World Urban Forum, em Nápoles, Itália, de 1 a 7 de setembro.

De 8 a 12 de outubro  acontece a "3rd International Conference of Urban Biodiversity and Design" - URBIO 2012.

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2014   Criado por Redeci.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço